O PAÍS DAS CEREJEIRAS EM FLOR

Além do colorido das árvores, arbustos e flores, sente-se uma trepidação no ar e nas pessoas. É a Sakura, a época das cerejeiras em flor. Abril, seguido de maio, é o mês mais esperado do calendário japonês, porque é por esta altura do ano que as cerejeiras iniciam a sua florescência.

Durante duas ou três semanas, as árvores das ruas, parques e jardins do Japão cobrem-se destas pequenas flores brancas ou rosa pálido, o ar é de festa. E a primavera triunfa! A única exceção a esta explosão de branco são os Karesansui, ou jardins secos, que permanecem iguais, imutáveis e misteriosos, na sua paisagem abstracta de areia, pedras e musgos. Nas ruas, é indescritível o efeito que a Sakura causa nos japoneses. Todos saem à rua depois do trabalho para celebrar aquilo que, para um europeu, são apenas umas bonitas árvores em flor.

Durante a Sakura, os japoneses são os verdadeiros turistas na sua própria terra. Todos andam pelas ruas de pescoço levantado a admirar as flores. Multiplica-se o disparar das máquinas fotográficas, fotografam as cerejeiras e fotografam-se junto a elas. Os namoros e os casamentos sucedem-se. É extraordinário o efeito que umas simples árvores em flor podem ter numa população altamente virada para a tecnologia de ponta e que vive fascinada com os mais recentes gadgets electrónicos. E a febre da Sakura atinge velhos como novos. Ninguém escapa.