Uma onda que começou no Havaí, atingiu a Califórnia e chegou ao Brasil. Nova tendência gastronômica que está se instalando com força máxima.

À primeira vista, o Poke pode parecer um prato da culinária oriental, por conta de sua apresentação, ingredientes e modo de consumo, mas ele foi criado no Havaí como uma alternativa para os dias quentes.

O nome Poke é uma palavra havaiana, que tem como significado o ato de cortar ou fatiar. Os pratos de Poke, portanto, são recheados de ingredientes bem cortadinhos e fatiados, fáceis e rápidos para consumir.

Por contar com uma grande influência da gastronomia de diversos lugares do mundo – em especial a japonesa – é possível perceber que esse prato tradicional conta com vários ingredientes muito utilizados em outras receitas tradicionais de outros países.

Sucesso na Califórnia e no resto do mundo

Essa criação havaiana se tornou um verdadeiro sucesso na Califórnia por conta de suas características perfeitas para o verão e os dias de sol: o Poke é um prato fresco, bem geladinho, leve e cheio de sabores e cores. Perfeito para consumir na hora do almoço ou para fazer um jantar mais leve.

O sucesso nas cidades mais quentes dos Estados Unidos foi tanto que o Poke é consumido hoje até mesmo nas cidades que não são litorâneas e que tem clima mais frio. O motivo? Ele também é uma opção saudável para suas principais refeições do dia.

Não é nenhuma surpresa ver o Poke fazendo sucesso no Brasil e na América Latina. Como algumas de suas preparações se assemelham muito a pratos como o ceviche peruano, o paladar dos brasileiros e latinos se adaptou muito bem a esse estilo de alimentação.

O Poke pode ser preparado de várias maneiras diferentes, confira algumas sugestões da casa :

Poke One

Poke Hawai

Poke Thay

Poke Cuzco

poke